JOSÈ FRANCISCO DA AFECUNSOL CRIA POLEMICA CONTRA ABRATU ARARAQUARA


Araraquara - 3 de setembro de 2021: em sessão solene na Camará Municipal de Araraquara, a vereadora FILIPA BRUNELLI do PT indicou á ABRATU o título de UTILIDADE PÚBLICA naquele município. O reconhecimento público das ações e atividades desenvolvida pela Diretoria local. Presidida pela Yá Claudia Funpe.

Mas o fato que mais chamou a atenção, antes do evento, foi a polêmica criada pelo O site portal 16, que em matéria coordenada pelo Pai José Francisco, Presidente da AFECUNSOL, que em áudio acusou a vereadora FILIPA de estar concedendo um título á uma instituição presidida Nacionalmente, por alguém acusado de estupro de menores. O áudio e material provocou revolta e indignação não somente aos religiosos que fazem parte a ABRATU de Araraquara, mas também em toda coletividade estadual, chamando atenção até mesmo de lideranças de outros estados.


O senhor JOSÉ FRANCISCO presidente da AFECUNSOL de Araraquara, que durante 10 anos, de 2009 até 2019, foi parceiro e afiliado. (apadrinhado) pelo então presidente em exercicio, com quem teve desavenças politicas, por conta de inúmeras denúncias de irregularidade promovidas no gerenciamento da AFECUNSOL, que levou ao surgimento da ABRATU ARARAQUARA.

Diante do trabalho desenvolvido, que visa o coletivo e não somente aos interesses pessoais, como era no perido da AFECUNSOL, a conquista de utilidade pública, trouxe a tona toda uma polémica e disputa por representatividade no Município, levando o Sr. José Francisco, a se exceder no seu pronunciamento e querer incriminar a nova gestão Nacional ABRATU Presidida pelo Babalorixá Paulo de Oxossi, junto com Municipal, presidida com Yá Claudia Fumpe, por darem continuidade a um trabalho institucional.


Se esquecendo que ele é a continuidade e fruto do apoio e trabalho que ele desenvolve, pois a mesma instituição que ele acusa, foi quem deu a ele total apoio. Os religiosos de Araraquara sabem bem desta historia, que era Pai Francisco e quem o transformou no que é, pois até Candidato a vereador foi apoiado por quem ele acusa..


No ato de lançamento da cartilha, realizado na câmara municipal de Araraquara no último dia 03/12/2021, que contou com a presença da vereadora FILIPA, também da vereadora LUNA MEYER, do Padre José Ailton, da Igreja católica, da paroquia de Piracicaba-SP., atuante na luta contra a intolerância, preconceito, discriminação e racismo religioso, dos presidentes e responsáveis pelas filiais ABRATU de Araraquara, Ya Cláudia Fumpe, de São José de Rio Preto, Pai Deivid de ogum, do vice-presidente nacional Abratu Pai Marquinhos, também coordenador geral do vale do Paraíba, o Presidente Nacional Abratu, Babalorisa Paulo de Osossi rebaterm de forma contundente as acusações e críticas feitas pelo Portal 16, além de desafiar o senhor José Francisco para um debate sobre o tema. Como destaque

Baba Paulo abre sua fala exaltando os 20 anos de existência da instituição, "Não reconhecer o trabalho feito por Pai Guimarães é se omitir frente a história da instituição". Baba Paulo tomou posse como presidente da instituição em 20/10/2020, após renúncia de Pai Guimarães que hoje não tem mais nenhuma ligação com a ABRATÚ.

Baba Paulo ainda frisou, que passados mais de 1 (um) ano da denúncia feita, nada foi provado, a defesa segue alegando, desde início, que Pai Guimarães é vítima de acusações falsas, e que na justiça tudo será provado, que tudo não passa de uma perseguição politica e pessoal. O fato que mais chama atenção, que a promotora, que deu início ao processo, foi afastada, e esta sob investigação por irregularidades, que podem, leva-la a ser denuncia por crimes ao longo do processo.


Baba Paulo Frisou: Somente a justiça poderá dizer quem é culpado, se é realmente culpado, cabe a nós, aguardarmos e não fazer julgamento precipitado, de fatos que desconhecemos, não é postura de um religioso, só oportunistas condenam e acusam sem provas.

Baba Paulo no auge da sua fala inflamada, chama o senhor José Francisco de "covarde" e manda um recado, "eu sei o que você fez no verão passado". Quanto a reportagem feita pelo portal 16, o Presidente anunciou que a instituição irá tomar os procedimentos jurídicos necessários para exercer seu direito de resposta e em último caso a retirada do portal do ar, já que existem suspeitas da idoneidade do Portal.

O jornal do Axé, segue acompanhando esta polemica, pois, a verdade deve ser publicada e valores legais devem ser respeitados em favor do coletivo. ( fotos utilizadas publicadas na internet).


JORNAL DO AXÉ www:jornaldoaxe.com.br

(Comentários abaixo são de responsabilidade de quem as pública)




259 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo