O Perigo dos Produtos de “Uso Exclusivo de Rituais Religiosos”



Muitos já devem ter visto produtos como o Mel, Glicomel, Azeite de Dendê e Melaço de Cana com este tipo de aviso em seu rótulo, mas de fato o que isso significa? Simples: Que é um produto impróprio para consumo humano !!


Esse tipo de produto, bem como quem o fabrica, ingredientes utilizados e o processo de fabricação, envase e distribuição, não possuem as devidas licenças para este fim. Essas licenças compreendem desde a situação legal da empresa, licença ambiental e da Anvisa que foca na limpeza do local de produção, da origem dos produtos, acondicionamento, manipulação e distribuição para só então garantir que o produto final é apropriado para a venda como um produto alimentício adequado.


Porque encontro então este tipo de produto em casas de artigos religiosos? Pois, existe uma brecha legal aí onde aplicando a frase “Uso Exclusivo de Rituais Religiosos” descaracteriza o produto como alimentício, pois só será utilizado para produção de comidas e rituais onde em teoria não serão consumidos por nenhuma pessoa e apenas seriam usados em entregas e oferendas. Até ai, tudo certo, mas você já viu os rótulos de tais produtos? Eles simulam abertamente os produtos alimentícios legítimos, com imagens chamativas como favos de mel, abelhas, lindos dendezeiros, e por aí vai...


Quantas pessoas desatentas a frase “Uso Exclusivo de Rituais Religiosos” vão preparar os quitutes e comidas de santo que poderão ser compartilhados com seus familiares e irmãos de santo? E você já se perguntou o que tem de fato neste tipo de produto? Fizemos uma investigação e poucos gostam de falar a respeito, pois é algo que muitas vezes é muito sinistro, mas alguns nos relataram situações extremamente preocupantes:


O “Azeite de Dendê” pode ser simplesmente restos de óleo de frituras já utilizados onde é filtrado e adicionado um pouco de azeite de dendê para dar um certo cheiro familiar ao produto. Como os resíduos de óleo são escuros, acaba se disfarçando bem como azeite de dendê. O Glicomel é outro que parece ser inofensivo, mas esconde algo por trás muitas vezes tão preocupante quanto o azeite de dendê que pode conter substâncias para garantir a cor e textura similar a um produto alimentício certificado, mas é tão perigoso quanto o azeite de dendê. Alguns chegam a utilizar espessantes a base de polímeros (plásticos) como os que são usados para dar espessura em álcool gel.


Com a alta dos preços em geral, tais produtos de “Uso Exclusivo de Rituais Religiosos” ganharam popularidade pois a diferença de preço é realmente muito grande e que em alguns casos pode chegar de 30 a 50% de um produto alimentício legítimo. É incontestável que a situação não está fácil para ninguém e lutamos a cada dia para fazer render o nosso dinheiro, mas certamente deve existir atenção e cuidado com este tipo de produto para não causar depois uma situação que não haverá dinheiro que possa consertar.


Mesmo que você adquira um produto destes consciente de que será usado apenas para entregas e não consumo, você irá guardá-lo em casa onde seu filho de forma inocente irá ver aquele frasco com favos de mel e vai arrumar uma forma de matar a sua vontade com ele. Já imaginou o que pode haver ali? Bactérias, fungos, produtos degradados, corantes, essências e produtos químicos que são nocivos a saúde e que podem provocar todo o tipo de doenças.


O problema maior está nas pessoas desatentas e que não leem os rótulos, compram tais produtos, preparam com toda a atenção, carinho e respeito os quitutes e comidas e oferecem as pessoas. Mal sabem eles o perigo disso e que nem todo amor e cuidado no preparo poderá eliminar a questão.


Neste caso, cabe a nós, aqueles poucos que costumam ler os rótulos, que se preocupam de fato e são atentos à fazer o alerta aos demais e principalmente, se souber que algo foi preparado com estes produtos, não coma !! Há alguns destes produtos para “Uso Exclusivo de Rituais Religiosos”, na tentativa de “embelezar” a situação vem ainda escrito “Produto Artesanal”, não se engane com isso, pois não é porque é artesanal, que se trata de algo de qualidade.


Quem nunca passou mal com alguma comida de fora e afinal, ela era também artesanal? E por último, você ofereceria um alimento em um trabalho ou entrega ao Orixá ou entidade que seria imprópria para consumo? Você ofereceria algo que poderia causar uma doença? O que esperar então disso?


Reflita e pense nisso com atenção! Apesar de ser comercialmente vantajoso, nós do O Alquimista desde que iniciamos as nossas atividades nunca vendemos tais tipos de produtos. Além do respeito aos nossos clientes, não podemos correr o risco com a responsabilidade de alguém sofrer algum tipo de dano e doença por conta deste tipo de produto. Em nossa loja, você irá encontrar Azeite de Dendê, Glicomel, Melaço e outros produtos afins que possuem sua origem comprovada e devidamente certificados pela Anvisa e demais autoridades e que possuem segurança para serem consumidos por todos.


Por: Leo Santis – O Alquimista Artigos Religiosos e Esotéricos

1 visualização0 comentário